Domingo, 16 de Dezembro de 2018
LOGIN REGISTO NEWSLETTER
HOME HOTÉIS RESERVAS PROMOÇÕES OFERTAS ESPECIAIS PREFERRED IMPRENSA
 
Casa Palacio Conde de la Corte 02, Badajoz - Zafra Hotel, ARTEH
Press Trip Os Segredos da Casa Palacio Conde de La Corte e do Convento de La Parra
09 Mai 2011

Partimos de Lisboa numa verdadeira aventura, à descoberta da história e tradições da cidade de Zafra e da tranquilidade e recato da Vila de La Parra...

Após três horas de viagem, chegámos à Casa Palacio Conde de La Corte, um palácio encantado, em tons de laranja, vermelho escuro e roxo, abriu-nos as suas portas de ferro trabalhado. A enorme cúpula de vidro e ferro inunda de luz todo o lobby do hotel, onde fomos atenciosamente recebidos, a decoração fascinante, remonta a tempos idos, através das inúmeras fotografias e motivos de caça que adornam as paredes.

Estava na hora de partir, esperava-nos uma cidade por descobrir… Zafra está repleta de influências árabes, cristãs e judaicas em toda a sua essência. Iniciámos a nossa visita pelo antigo convento e pela antiga sinagoga da cidade. Passámos pela Igreja da Candelaria em direcção à Rua do Mercado onde tinham lugar as trocas comerciais e se situava a antiga Farmácia do Mármore, actualmente transformada numa espécie de museu.
Caminhámos até à Plaza Chica, onde num dos pilares encontramos uma barra de medir, utilizada pelos antigos comerciantes para medirem as telas. O Arquino de Pane liga a Plaza Chica à Plaza Grande, actualmente repleta de esplanadas, foi outrora, até ao séc. XVI um espaço amplo destinado a touradas e também um local de culto, no qual existia uma Igreja.

Seguimos em direcção a uma das quatro portas da antiga muralha que cercavam a cidade, a única que se conserva intacta, a Puerta de Jerez, que recebia os comerciantes provenientes de Jerez de los Caballeros. A visita guiada terminou no Museu de Santa Clara, um antigo convento de freiras.

De regresso ao hotel, instalámo-nos nos requintados quartos, em tons de verde e pastel, flores e tectos trabalhados, casas de banho amplas e decoração palaciana. Pouco tempo depois, saímos para jantar com os directores dos hotéis, Dário e Maribel, que nos esperavam no restaurante Barbacana. Durante o jantar, tivemos oportunidade de provar as deliciosas iguarias típicas da região, para entrada o sortido de enchidos ibéricos, seguido de uma estaladiça salada de polvo confitado e de um fabuloso carpaccio de porco ibérico. A lasanha de salmão fumado, com alho e cogumelos deixou água na boca para o prato principal, uns deliciosos lombinhos de porco ibérico com batatas à carbonara e salada de cereja. Para rematar, à sobremesa, a cúpula de chocolate branco com recheio de morangos e menta, deixou-nos rendidos!

Na manhã seguinte, após o pequeno-almoço, visitámos o acolhedor bar do hotel, o pátio e a piscina e por fim, o miradouro, cuja soberba vista de 360º sobre a cidade de Zafra nos faz desejar permanecer um pouco mais, inspirar o ar puro da manhã e aproveitar os primeiros raios de sol.

Estávamos novamente de partida para Burguillos del Cerro, uma pequena localidade entre Zafra e La Parra, cuja história reflecte as influências romanas, visigodas e muçulmanas. Viajámos pelo tempo e descobrimos o castelo, o antigo convento, a casa do regedor que é também a casa real, transformada em museu.

Terminada a visita, seguimos em direcção à Ganadaria Torrete, onde fomos atenciosamente recebidos pelos donos Yolanda e Francisco Meléndez e tivemos oportunidade de apreciar a quinta e os animais, nomeadamente os touros.

O almoço foi servido no alpendre da casa, uma fabulosa refeição que além dos famosos enchidos ibérico, provámos o típico cozido de grão, morcela, batata e chouriço, absolutamente divinal! Após a visita, seguimos em direcção ao Convento de La Parra.

Chegados ao destino, fomos recebidos com um pequeno lanche no pátio do hotel onde tivemos oportunidade de relaxar um pouco e apreciar a paz e tranquilidade deste local mágico!

Recuámos no tempo… percorrendo todos os espaços deste antigo convento. Descobrimos a simplicidade da arquitectura, através da combinação entre a madeira e o metal, o contraste entre o branco das paredes e o vermelho escuro do chão, o linho dos panos nas antigas celas, actualmente quartos inundados pela luz da tarde.

Junto à lareira da biblioteca, um espaço acolhedor e intimista, repleto de estantes e livros, encontramos a sala onde as freiras de clausura assistiam à missa e a pequena igreja do convento, de chão axadrezado e altares coloridos e dourados. Por último, no cimo da torre da igreja alcançamos uma vista deslumbrante sobre toda a Vila de La Parra.

Chegada a hora do jantar, acompanhados por Dário, dirigimo-nos ao restaurante do hotel onde a decoração minimalista nos envolve por completo… experimentámos para entrada, um saboroso queijo de cabra gratinado com maça e passas, uns deliciosos croquetes de morcela e ainda o tradicional salmorejo, uma espécie de gaspacho em puré. Seguiram-se as fabulosas almôndegas de porco ibérico e para adoçar o paladar, à sobremesa, a crema fria de arroz com leite e canela.

O despertar pela manhã é místico e inspirador, ao som do chilrear dos pássaros e do cair da água. Tomámos um divinal pequeno-almoço, no restaurante do hotel, onde não faltaram as indispensáveis frutas frescas, os cereais e as compotas de todos os sabores…

Uma vez mais, estava na hora de nos despedirmos e partir rumo a Salvatierra de los Barros, terra do barro e da natureza. Visitámos o museu do barro e a olaria, o antigo castelo e convento de Santa Maria de Jesus, de monges.

A visita terminou com um agradável pic-nic, num ambiente familiar, onde tivemos oportunidade de degustar a deliciosa gastronomia de Salvatierra.

Na partida para Lisboa, ficou sem dúvida o desejo imenso de um regresso breve a palácios encantados, a místicos conventos e à sublime gastronomia destas paragens.

 
arteh-hotelsarteth-hotels Recomendar Notícia
arteth-hotels

 
  
PESQUISE HOTÉIS  
     SPA
     GOLFE
     EVENTOS
       
ARTEH Info Mapa do Site Ajuda Política de Privacidade Contactos t.business solutions  
t_insight